Gagueira: será que meu filho é gago?

A gagueira é um distúrbio da comunicação que tem como principal característica o número elevado de rupturas no fluxo da fala (ou seja, tensão para falar, repetição de sons e sílabas, prolongamento de sons e pausas inadequadas durante a fala). A gagueira é uma doença complexa, que tem base genética, mas não é causada por um único fator, e não está relacionada a atitudes dos pais, ansiedade ou timidez. Tem início na infância, podendo ocorrer até os 12 anos.

Durante a aquisição e desenvolvimento da fala, é comum que existam períodos variáveis no grau de fluência, que não são necessariamente um quadro de gagueira. Esta variação é decorrente do próprio aprendizado e amadurecimento da fala. Durante esses períodos de disfluência, as rupturas de fala são involuntárias, ou seja, a criança não é capaz de falar fluentemente, mesmo querendo. Essas rupturas não são causadas por preguiça ou por vontade de chamar atenção e também não estão ligadas a problemas emocionais, de forma que atitudes como corrigir ou criticar a fala da criança; oferecer instruções do tipo “relaxe” ou “pense antes de falar”; e tentar completar o que a criança está tendo dificuldade para falar não melhoram a fala da criança. Essas atitudes podem até atrapalhar, levando a criança a se sentir menos confiante e gerando nela medo de falar.

Para ajudar a criança nesses casos, é importante criar um ambiente no qual a fala rápida não é necessária, ou seja, manter a própria fala suave, relaxada e relativamente lenta enquanto conversa com a criança. Ao invés de corrigir, repita corretamente o que a criança falou errado ou gaguejando, e adicione algum comentário positivo, demonstrando que a ouviu e prestou atenção ao conteúdo. Sempre preste mais atenção ao que a criança está dizendo e não à forma como ela está falando, procurando não interromper nem apressar a fala dela.

O profissional habilitado para fazer o diagnóstico e tratamento da gagueira é o fonoaudiólogo. Por isso, caso você perceba esses sintomas na sua própria fala ou na fala de alguém da sua família, é essencial procurar ajuda de um fonoaudiólogo especializado em gagueira para que o tratamento mais adequado seja realizado.